Vídeo-aula 10 (Univesp TV): Interdisciplinaridade e transversalidade na educação

A UNIVESP TV produziu um programa especial para o curso “Ética, valores e saúde na escola”: Interdisciplinaridade e transversalidade na educação. Nesse programa, especialistas como Nilson Machado, Pablo Mariconda e Edgar Morin discutem conceitos como interdisciplinaridade, transdisciplinaridade e transversalidade, e são apresentados exemplos de projetos escolares apoiados nessas concepções teóricas.

O Prof. Nilson Machado inicia a aula explicando que nós vamos para a escola para aprender a ler e a compreender o mundo.

A ESCOLA É DISCIPLINAR, MAS A REALIDADE E O MUNDO NÃO SÃO.

É preciso integrar as disciplinas para que um tema específico seja trabalhado em conjunto.

Estudar a Matemática como um fim é para um especialista. É preciso relacionar esta disciplina com as outras.

René Descartes

O termo Método Científico vem de René Descartes (1637 – Livro Discurso do Método)?  O Prof. Pablo Mariconda (Faculdade de Filosofia da USP) explica que para Descartes o método era muito importante, pois era racional e único. O processo de especialização e profissionalização é um processo social no qual a modernidade incorporou a ciência como uma unidade fundamental. Regras do método: do simples para o complexo.

Edgar Morin

Edgar Morin (sociólogo francês) fala sobre a fragmentação do conhecimento (método científico de Descartes): “um paradigma que chamaremos de ‘simplificação’
que domina o ensino e para conhecer nós separamos e reduzimos, o que é complexo
em simples. Tal visão mutila, inevitavelmente, o conhecimento. O problema então
é obedecermos a um paradigma que nos permita diferenciar e, ao mesmo tempo, relacionar. É justamente o paradigma que domina o conhecimento na nossa civilização e na nossa sociedade, é um paradigma que impede o conhecimento complexo, o conhecimento da era planetária.” E completa: “Nosso sistema de educação ensina a separar as disciplinas, a separar o homem da natureza e a todos. Não ensina a religar. Reformar o pensamento é religar para enfrentar os desafios que são globais e multidimensionais.”

TEMOS QUE JUNTAR OS OUTROS MÉTODOS (CONTEXTUALIZADOS
E ALTERNATIVOS) PARA QUE POSSAMOS TER UMA VISÃO MAIS UNITÁRIA DE DETERMINADO CONHECIMENTO CIENTÍFICO. (Pablo Mariconda)

 

About these ads

Sobre Meily Cassemiro

Há pessoas que fazem com que a gente floresça todos os ramos, brote todos os galhos, sejamos o que de melhor podemos ser. São pessoas que a gente AMA e que nos possibilitam nos deixar amar por elas e por NÓS mesmos. Nos apaixonamos por elas e pelo que elas nos habilitaram a SER. Há as que despertam o que há de pior em nós: a mesquinhez, a inveja, o rancor, a amargura, a tirania, a doença. Também precisamos delas, como precisamos de uma tomografia ou um raio x. Precisamos localizar onde dói, o que faz doer, o que causou aquilo, para poder curar. O que não se pode é empacar entre o diagnóstico e a cirurgia. É onde entra a CORAGEM de ser FELIZ. Uma vez alguém me disse que há muito tinha se convencido de que as pessoas são tão mais felizes quanto podem se permitir SER ELAS MESMAS. Acho que é isso. Mas ser a gente mesmo às vezes implica ser diferente conforme a circunstância, conforme o outro, conforme o caso. Implica ir se metamorfoseando. E assim, somos um grande mosaico mutante de muitas faces, muitas vidas, muitos de nós mesmos para muitos outros, que a gente espera que vá ficando cada vez mais bonito, que a gente espera que vá podendo ser cada vez mais FIEL AO QUE SOMOS, ao que QUEREMOS SER, ao que SONHAMOS NOS TORNAR.
Esse post foi publicado em Temas Transversais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s