Você concorda?!

Na verdade, é mais “fácil” proibir o que Monteiro Lobato escreveu do que ler suas obras e refletir sobre as características de cada personagem de acordo com o contexto histórico da época. É mais “cômodo” proibir as histórias do Sítio do Picapau Amarelo do que ensinar as crianças a pensarem e refletirem sobre como os personagens se relacionam nas entrelinhas; se a maneira como se tratam é adequada e se houve mudanças nas atitudes de antes e de agora. Proibidas ou não continuarei lendo as histórias de Lobato para meus alunos, continuarei me fantasiando e dramatizando a personagem que tanto AMO, a Emília, e abrindo a canastra da cultura brasileira para as crianças de escolas públicas e particulares. Serei CENSURADA ou EXILADA? Jogar na fogueira os livros e todas as obras deste escritor NÃO É A SOLUÇÃO do preconceito, da discriminação social e racial, do bullying, da política corrupta e da crise de valores (ou valores em crise) do nosso país!!!

É no CONFLITO que acontece a APRENDIZAGEM!!! Se há proibição na leitura de um livro, há a proibição do pensamento. Se há censura, há a dominação de poucos (menos do que já existe) e a submissão de muitos. Quem acredita na EDUCAÇÃO não pode ficar calado num momento destes!!! Abraços éticos, amigos!!!

Anúncios

Sobre Meily Cassemiro

Há pessoas que fazem com que a gente floresça todos os ramos, brote todos os galhos, sejamos o que de melhor podemos ser. São pessoas que a gente AMA e que nos possibilitam nos deixar amar por elas e por NÓS mesmos. Nos apaixonamos por elas e pelo que elas nos habilitaram a SER. Há as que despertam o que há de pior em nós: a mesquinhez, a inveja, o rancor, a amargura, a tirania, a doença. Também precisamos delas, como precisamos de uma tomografia ou um raio x. Precisamos localizar onde dói, o que faz doer, o que causou aquilo, para poder curar. O que não se pode é empacar entre o diagnóstico e a cirurgia. É onde entra a CORAGEM de ser FELIZ. Uma vez alguém me disse que há muito tinha se convencido de que as pessoas são tão mais felizes quanto podem se permitir SER ELAS MESMAS. Acho que é isso. Mas ser a gente mesmo às vezes implica ser diferente conforme a circunstância, conforme o outro, conforme o caso. Implica ir se metamorfoseando. E assim, somos um grande mosaico mutante de muitas faces, muitas vidas, muitos de nós mesmos para muitos outros, que a gente espera que vá ficando cada vez mais bonito, que a gente espera que vá podendo ser cada vez mais FIEL AO QUE SOMOS, ao que QUEREMOS SER, ao que SONHAMOS NOS TORNAR.
Esse post foi publicado em EM TEMPO.... Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s